Informação em tempo real 24 horas por dia
                          Material apreendido pela PM nesta quinta em Natal (Foto: Divulgação/Polícia Militar do RN)


A Polícia Militar confirmou a morte de quatro suspeitos de tráfico de drogas durante uma operação do Batalhão de Choque na tarde desta quinta-feira (30) no bairro das Quintas, na Zona Oeste de Natal. O major Marlon de Gois, subcomandante do BPChoque, informou ainda que dois homens foram presos.

Os PMs apreenderam quatro revólveres, três pistolas, dois coletes a prova de bala, máscaras e drogas. De acordo com o BPChoque, os suspeitos tentaram fugir pelo mangue e reagiram com tiros quando foram abordados pelos policiais.

A ação recebeu apoio do helicóptero Potiguar I, da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Rio Grande do Norte. A aeronave deu apoio nas buscas e na retirada dos corpos do mangue.

O tenente-coronel Dancleiton Pereira Leite, comandante do BPChoque, conta que a operação visa a redução do tráfico de drogas na comunidade conhecida como Guarita. "Temos mapeadas as áreas de tráfico e realizamos sempre operações de saturação", explica.


G1RN
Compartilhe:
                   10353717_310183609186164_1082789436964262840_n
Compartilhe:
Uma caminhada pelas ruas de Caicó encerrou, na tarde desta quinta-feira (30), o Movimento Outubro Rosa no município. Com a participação da população, técnicos da saúde, Liga contra o Câncer, professores e alunos, a movimentação saiu, às 16h, da frente do Centro Educacional José Augusto – Ceja, seguiu pelas ruas do centro, desceu a Avenida Coronel Martiniano e finalizou na praça de Sant’Ana.
“Finalizamos o outubro rosa em grande estilo pelas ruas da nossa cidade. Acredito que durante todo este mês fizemos diversos eventos que envolveu a comunidade e atingimos o nosso objetivo que foi passar a mensagem da prevenção do câncer de mama para o público feminino em Caicó”, disse a Secretária de Saúde, Zezé Soares.
Para o administrador da Liga contra o Câncer, Alisson Fernandes, “temos crescido o nosso movimento a cada ano que se passa. O recado do Outubro Rosa foi bem dado a população e esperamos que cada vez mais as mulheres possam se cuidar. Certamente, prevenir é melhor do que se tratar. Prevenção é tudo”, destacou ele.
Compartilhe:
                   



A Polícia Militar de São Fernando recebeu uma denúncia anônima na manhã dessa quinta-feira,30, informando que havia menores vendendo drogas em frente ao ginásio daquela cidade. Chegando ao local, a PM encontrou os menores e com eles foram apreendidos um revólver calibre 12, dois celulares e drogas. Os menores foram encaminhados à delegacia para as medidas de praxe em casos dessa natureza, ou seja, já devem estar em casa.



Os menores foram levados para a DP.
Compartilhe:


A data que colocamos acima não foi por acaso.   26 de outubro, dia da eleição do 2º turno, foi o início de uma das mais avassaladoras ondas de xenofobia ao nordestino já vistas na internet. Tudo começou após a definição do quadro eleitoral para presidente da República do qual saiu reeleita Dilma Roussef. As ofensas, ironias e desdenho não são novidade e até já são esperadas ao término de cada eleição, entretanto, o que choca e difere este pleito eleitoral dos demais, é que a incitação ao ódio e o preconceito vieram também de setores respeitados da sociedade, como foram os casos do coronel Telhada, do jornalista Diogo Mainardi, e agora de um padre, relato que fazemos abaixo baseado em uma publicação do jornalista Roberto Almeida.


Um texto escrito pelo padre Jeová Bezerra, que mora em São Paulo, mas é natural de São Bento do Una ,cidade que fica há cerca de 60 KM de Garanhuns, deixaram revoltados os moradores daquela bucólica cidade. Em sua mensagem, o religioso apela para que se reze pelo governador Geraldo Alckmin, que terá de carregar o peso dos nordestinos em seu Estado. “Os que fogem da triste miséria nacional vindo buscar riqueza de um povo que trabalha”, apelou o sacerdote que ainda acrescentou um comentário pregando a independência de São Paulo em relação ao Nordeste brasileiro. O que impressiona é que muitos seguidores do padre no Facebook se solidarizaram e endossaram as afirmações xenófobas, mas em São Bento do Una, cidade natal do padre, houve revolta e indignação. Ainda de acordo com a publicação de Roberto Almeida, Padre Jeová já foi acusado de pedofilia e alvo de investigação da justiça e da polícia

Padre Jeová Bezerra
Compartilhe:
Foram cumpridos mandados de busca e apreensão na empresa EcoHouse (Foto: Henrique Dovalle/G1)

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta-feira (30) a Operação Godfather visando apurar crimes de lavagem de dinheiro, sonegação fiscal, crimes tributários e formação de quadrilha atribuído a uma empresa do ramo imobiliário que patrocinava uma agremiação futebolística em Natal e outra na Itália.


As investigações tiveram início em agosto deste ano após informações do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (COAF) de que havia um esquema de lavagem de dinheiro através do qual uma suposta quadrilha com sede na capital potiguar captava  recursos de particulares no exterior com promessa de ganhos na ordem de 12% a 20% ao ano, sendo que o investimento nunca era devolvido.

A PF apurou que somente no mercado de Cingapura foram lesados pelo grupo cerca de 2 mil investidores, sendo que cada cota vendida naquele país equivalia a 46 mil dólares. No Rio Grande do Norte, estão sendo cumpridos 9 mandados de buscas, sendo 8 na capital e 1 na praia de Pipa, no município de Tibau do Sul, além de 1, na cidade de Fortaleza, no Ceará.

Nesta operação, a PF utilizou 50 policiais e contou ainda com a participação de 12 fiscais da Receita Federal. O nome “Godfather” é uma alusão ao principal investigado e presidente do grupo que foi apelidado pela imprensa potiguar de “O Poderoso Chefão”.

G1RN

Compartilhe:
                                Agências do Bradesco e Banco do Brasil ficaram destruídas com as explosões (Foto: Valber Moura/G1)



Do G1RN - Uma quadrilha especializada em arrombamentos de caixas eletrônicos explodiu terminais do Banco do Brasil e do Bradesco na madrugada desta quinta-feira (30) em Campo Redondo, a cerca de 140 quilômetros de Natal. Segundo a Polícia Milita, as duas agências ficam numa mesma rua, distante 50 metros uma da outra.


Para evitar qualquer possibilidade de reação da polícia, um veículo foi usado para bloquear a estrada que dá acesso ao município, grampos de metal foram jogados na pista, e um dos assaltantes ficou de prontidão - armado com um fuzil - em frente à delegacia da cidade. A quantia levada não foi divulgada.
Em contato com o G1, o capitão Valber Moura, comandante da PM na região, explicou que a ação aconteceu por volta das 3h. “Fomos alertados por um vigia de rua, que viu a movimentação dentro de uma das agências. Ele ainda ligou para o celular do soldado que estava de plantão na delegacia e disse que ele não saísse do local, porque um dos criminosos estava armado com um fuzil na frente do prédio”, revelou. “O próprio vigia foi alvo de disparos. Por sorte ele saiu correndo e não foi atingido”, acrescentou o oficial.
Ainda de acordo com o capitão, a quadrilha ainda rendeu o motorista de uma van que fazia o transporte de pacientes para hospitais em outras cidades. “Eles ordenaram que descessem do carro e fossem embora. Além do motorista, tinham três pacientes, que foram largados no meio da pista. Depois os criminosos pegaram o veículo e o atravessaram na estrada, bloqueando a passagem e a entrada do município”, afirmou. 
O capitão contou que grampos de metal foram jogados na pista para furar os pneus dos carros da polícia que tentassem perseguir os assaltantes. “Depois que explodiram os terminais, ele fugiram com direção à cidade de Picuí, na Paraíba. Sabemos disso porque o veículo que eles usaram foi abandonado na estrada e incendiado. Achamos o carro ainda pegando fogo”, finalizou.
Van foi usada para bloquear entrada da cidade, e grampos de metal jogados na pista para impedir passagem dos carros da polícia (Foto: Valber Moura/G1)



Compartilhe:
Carregador de pistola foi encontrado pela PM
                     

A casa de um empresário caicoense foi invadida na madrugada de hoje deste dia 30 de outubro por 4 homens armados. Eram  por volta de 01h30min,quando o quarteto entrou na na casa, que fica localizada no Penedo,  e rendeu a família do empresário.  

Os bandidos reviraram a casa, supostamente procurando objetos de valor. Eles levaram celulares, notebooks, jóias, dinheiro, além de outros pertences. Na fuga, deixaram cair  um carregador de pistola calibre 380 com 10 munições . A Polícia Militar foi acionada, realizou buscas, mas, até o momento, ninguém foi preso. O empresário pediu para não ser identificado.
Compartilhe:


 Na madrugada desta quinta-feira, 30, pelo menos quatro elementos armados de pistola e punhal, realizaram um arrastão no Bar da Tapa, no Walfredo Gurgel, zona oeste de Caicó. Segundo informações, eles invadiram o bar e renderam todos os clientes que ali estavam.

Eles levaram dinheiro, jóias, celulares e objetos pessoais de todos que se encontravam presentes. Algumas vítimas tiveram as roupas tiradas e foram agredidas pelos assaltantes.

Após o arrastão, os bandidos fugiram em duas motos. A Polícia Militar foi acionada e depois de realizar diligências, encontrou as motos roubadas abandonadas entre o Walfredo e o Frei Damião.
Compartilhe:




Imagens produzidas pela TV Amapá, retransmissora da Rede Globo no Estado, revelam que o senador José Sarney, mesmo usando broche da presidente Dilma Rousseff (PT), na hora de digitar o voto optou pelo candidato Aécio Neves (PSDB) no último domingo 26.
Sarney vota no Amapá desde que transferiu o domicílio eleitoral do Maranhão para o Estado, onde se elegeu senador logo após deixar a presidência da República. Recentemente, às vésperas do prazo para o registro de candidatura, o senador anunciou que estava desistindo de disputar novamente o pleito.
Provavelmente pesou na decisão de Sarney a forte oposição do PT do Amapá e a falta de apoio da direção nacional do partido da presidente Dilma. O senador esperava obter apoio da direção nacional para impedir que o PT local lançasse a atual vice-governadora Dora Nascimento (PT) como candidata ao Senado.
O peemedebista foi um dos mais fortes aliados dos petistas durante o governo do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva e manteve a aliança durante o governo Dilma indicando inclusive ministros, como Edison Lobão, das Minas e Energia. Assista abaixo as imagens, que mostram que, mesmo usando broche da atual presidente, Sarney votou contra ela. 


Compartilhe:
                             10415660_714917638589273_2054631845780900989_n

Um acidente automobilístico próximo a cidade de Campina Grande/PB matou a jovem Jardinense, Larissa Medeiros, filha do conhecidíssimo “Silas Meira”, funcionário público da prefeitura municipal de Jardim do Seridó.

Outra jovem Jardinense, ainda não identificada,  também ficou ferida no acidente e estaria internada em um hospital de traumas em Campina Grande, Paraíba.

Barra Pesada
Compartilhe:
A Prefeitura de Caicó paga nesta quinta-feira (30) os salários de todos os servidores referentes ao mês de outubro. 
A informação foi confirmada pelo prefeito Roberto Germano. São mais de 3 milhões de reais injetados mensalmente na economia de Caicó, somente com o pagamento do funcionalismo, sem contar o dos fornecedores.
Compartilhe:
Roberta Miranda posta foto nua no Instagram: 'não estou agredindo ninguém'
Roberta Miranda posta foto polêmica no instagram

Roberta Miranda postou em seu Instagram, nesta segunda-feira (27), uma foto em que aparece nua com um chapéu em suas partes íntimas. "Sem filtro. E aí?! Gostaram do chapéu?", escreveu na legenda. Algum tempo depois, a cantora disse que sua empresária pediu que ela excluísse a imagem. “Help me, meus fãs e seguidores. Aquela chata da minha empresária mão de vaca e careta quer que eu tire rapidinho a minha foto do Instagram, essa foto inocente do chapéu... Estou emburrada!”, disse em um vídeo. Procurada pelo site EGO, Roberta disse que não apagaria a foto. "Não me arrependi, não! Eu gostei do chapéu. Eu não estou agredindo ninguém muito menos deixando minha arte de lado, estou mostrando uma Roberta leve e descontraída que nunca tive oportunidade de mostrar", afirmou.
Compartilhe:
                       Foto: Divulgação

Acusado pela Operação Lava Jato, o doleiro Alberto Youssef recebeu alta nesta quarta-feira, 29, e retornou para a sede da Polícia Federal de Curitiba. Ele estava internado no Hospital Santa Cruz desde o útlimo sábado, quando passou mal dentro da carceragem.

De acordo com boletim médico da terça-feira, ele já estava "lúcido, orientado, com sinais vitais dentro da normalidade" e passou o dia fazendo fisioterapia e reposição de nutrientes.
Esta foi a terceira vez que o doleiro precisou de atendimento médico desde que foi preso pela Operação Lava Jato, da Polícia Federal, em março. Ainda no sábado, a Superintendência da Polícia Federal em Curitiba negou boatos de que ele poderia ter sido envenenado.
SRZD
Compartilhe:
                    Delegado Graciliano Lordão nega as denúncias feitas pelos policiais (Foto: Ney Douglas/Novo Jornal)


O delegado da Polícia Civil Graciliano Lordão, atualmente titular da DP de Canguaretama, distante cerca de 70 quilômetros de Natal, está sendo investigado pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte sob a suspeita de ter recebido dinheiro, em dezembro do ano passado, para soltar um traficante de drogas preso no bairro de Ponta Negra, na Zona Sul de Natal. O policial militar e o agente de Polícia Civil que fizeram a denúncia ao MP à época dizem que agora estão sendo ameaçados de morte. 

Na noite desta terça-feira (28), o soldado Denis Fernandes de Brito Lima, lotado no 5º Batalhão da PM, e o agente Gustavo gravaram e enviaram para grupos de WhatsApp áudios nos quais pedem socorro, dizem estar marcados para morrer e afirmam ter tomado conhecimento de que o delegado teria contratado pistoleiros da cidade de Mombaça, no estado do Ceará, para matá-los 

“Sobre a denúncia da extorsão tudo isso é um mal entendido e não procede. Na verdade não posso dar detalhes neste momento porque se trata de uma investigação muito grande. Em relação a essa história de que teria contratado pistoleiros pra executar policiais é uma grande mentira, mas na hora exata toda a verdade vai aparecer”, limitou-se a dizer o delegado Graciliano Lordão em entrevista ao G1.

Escolta
Ainda na noite desta terça, o comandante geral da PM, coronel Francisco Araújo Silva, enviou um grupo de escolta com quatro policiais do Batalhão de Choque para a residência do soldado, onde permaneceram de guarda durante toda a noite e madrugada. "Vamos manter a escolta ao PM e aguardar um posicionamento do Ministério Público", disse o comandante. Segundo ele, o soldado tem 41 anos, está na PM há 10 anos e tem uma conduta ilibada.
Já na manhã desta quarta, o soldado esteve na sede da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Sesed). Ele chegou ao local escoltado e usando colete a prova de balas. O titular da Sesed, general Elieser Girão Monteiro orientou o soldado a procurar o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público. "Existe uma investigação no MP sobre esse caso e será dada a resposta que a sociedade espera", disse o secretário.
O delegado geral de polícia civil, Adson Kepler, disse estranhar a denúncia de ameaças sofridas pelo soldado e pelo agente e não entender o que chamou de "pandemônio nas redes sociais" acerca do caso. "Tudo isso atrapalha a investigação que está em curso. Vamos agora investigar a veracidade dessa ameaça. Se houve ameça, os envolvidos serão punidos e se houve calúnia, também haverá punição", disse.
Extorsão
O soldado Denis conta que em meados de 2013 prendeu um suspeito de tráfico de drogas em Ponta Negra e o encaminhou para a 15ª Delegacia de Polícia no mesmo bairro. De acordo com o soldado, em uma busca realizada na casa do suspeito foram encontrados R$ 20 mil em dinheiro. Segundo ele, o delegado Graciliano Lordão não autuou o suspeito e dias depois, mais uma vez, o soldado se deparou com o suspeito solto quando o próprio disse que teria pago ao delegado para ser solto.
O soldado relatou a situação para o comando da Polícia Militar e o caso foi encaminhado para o Ministério Público que instaurou inquérito para apurar as denúncias.
Lordão
Graciliano Lordão tem 47 anos. Vinte e seis deles, dedicados à Polícia Civil. Nasceu em Santa Rita, na Paraíba, mas mora há 11 anos no RN. No estado, tem passagem pelas delegacias de Furtos e Roubos, em Natal, 1ª DP de Parnamirim, e 15ª DP de Ponta Negra, também na capital potiguar.
                    Soldado Dennys esteve na Secretaria de Segurança Pública nesta quarta (Foto: Fernanda Zauli/G1)
G1RN
Compartilhe:
O juiz José Herval Sampaio Júnior condenou o ex-prefeito de Jucurutu, Nelson Queiroz Filho, e as empresas Soluções – Sistemas, Métodos e Informática Ltda e a Concsel Concursos e Seleção de Pessoal Ltda, por terem praticados atos de improbidade administrativa, fraudando a realização de concurso público realizado em 2007 naquela municipalidade. O processo tramita na Comarca de Jucurutu.
Na Ação Civil de Improbidade Administrativa, Nelson Queiroz Filho foi condenado à perda da função pública, suspensão dos direitos políticos pelo prazo de quatro anos, proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de três anos.
Já as empresas referidas foram condenadas à pena de proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de três anos.
Compartilhe:
MPF recomenda mudanças na contratação de médicos em município do RN

O Ministério Público Federal em Caicó (RN) entregou recomendação à Prefeitura de São José do Seridó para que o município lance, no prazo de 60 dias, concurso público ou processo seletivo simplificado para a contratação de médicos suficientes para atenderem durante os plantões, bem como para prestarem consultas de clínico geral.

Apesar de não existir autorização legal, os profissionais vinham sendo contratados via pregão presencial. A partir dessa modalidade de licitação, a prefeitura contratou dois médicos para prestarem o serviço de “consultas de clínico geral” e “plantão médico de 24h”. Os mesmos serviços foram contratados também a uma empresa, desta vez por dispensa de licitação.


O texto da recomendação, assinada pelo procurador da República Bruno Lamenha, destaca que tramita na Procuradoria da República no Município de Caicó um procedimento para apurar supostas irregularidades nesses processos licitatórios e a recomendação do MPF é que a prefeitura torne sem efeito tais contratos, “sem prejuízo do recebimento pelos serviços já prestados e da adoção de outros expedientes temporários e excepcionais de garantia da continuidade do serviço público de saúde”.

Um dos fatos que chamou a atenção do MPF foi a contratação de 419 plantões diários para um único profissional, até o término de 2015, bem como de 174 plantões de finais de semana, para o mesmo período. Essa situação, observa o procurador, “além de redundar numa alta possibilidade de inexequibilidade, cria um privilégio injustificável em benefício de um único profissional”.

Da mesma forma, o Ministério Público Federal aponta que a contratação de uma única pessoa jurídica para a prestação do serviço de clínica geral em 4 mil consultas, em se tratando de um município com menos de 5 mil habitantes, cria um privilégio injustificável em benefício da empresa escolhida por dispensa de licitação.

Para o procurador Bruno Lamenha, “embora sejam factíveis as alegações de dificuldade na contratação de médicos através de concurso público a partir da conjuntura atual da saúde pública no interior do RN, o último certame realizado pelo município data de quase quatro anos atrás e não houve, nos procedimentos licitatórios realizados neste ano para a contratação dos referidos serviços médicos, a demonstração de esforço da edilidade na adoção da regra do concurso público”
Compartilhe:
A Rede Senac de Educação a Distância disponibiliza 62 vagas gratuitas para o curso de Informática Básica com Internet e Mídias Sociais no Rio Grande do Norte, através do Programa Senac de Gratuidade (PSG). Os interessados devem se inscrever exclusivamente por meio do site do  Senac , até as 9h do dia 03 de novembro.

Para participar, os candidatos devem possuir renda mensal familiar, por pessoa, de até dois salários-mínimos federais. Além disso, é necessário ter a partir de 14 anos de idade e ensino fundamental completo, bem como acesso à internet e uma conta de e-mail.

O curso terá 160 horas de duração e será totalmente realizado através do ambiente de aprendizagem virtual, acessado por meio da Internet. Desse modo, pessoas de qualquer município do estado podem se inscrever. O objetivo é proporcionar aos participantes o estudo inicial de informática, a partir do conhecimento básico sobre hardware, sistemas operacionais, editores de texto, softwares de apresentação, planilha eletrônica, navegação pela Internet e Redes Sociais. A classificação dos candidatos ocorrerá através da ordem de inscrição, de acordo com o número de vagas definido no Edital.

Número
14 anos é a idade mínima para ingressar no curso de Informática Básica com Internet e Mídias Sociais, oferecido pelo Senac.
Compartilhe:
Plenário da Câmara dos Deputados, em Brasília
A Câmara aprovou nesta terça-feira (28) derrubar o decreto presidencial  que previa a consulta a conselhos populares por órgãos do governo antes de decisões sobre a implementação de políticas públicas. A rejeição à proposta, editada pela Presidência da República em maio, ocorre dois dias após a reeleição de Dilma e é a primeira derrota do Palácio do Planalto no Congresso após as eleições.

Por meio de votação simbólica, os parlamentares aprovaram um projeto de decreto apresentado pelo DEM que sustou a aplicação do decreto presidencial. A discussão da matéria durou cerca de três horas, mas a proposta segue agora para o Senado.

Oposicionistas acusavam o governo de tentar aparelhar politicamente entidades da administração pública, além de diminuir o papel do Legislativo. Para pressionar a inclusão do tema na pauta, eles ameaçaram travar as votações na Casa até que a matéria fosse a plenário.

Em uma sessão que se estendeu por mais de duas horas, deputados do PT, então, colocaram em ação um “kit obstrução”, com uma série de medidas para impedir que a votação fosse adiante.

O líder do partido na Casa, Vicentinho (PT-SP), apresentou vários requerimentos, incluindo de retirada de pauta, adiamento da votação e votação do decreto artigo por artigo. Um a um, porém, todos os requerimentos acabaram derrubados.

Enquanto isso, na tentativa de atrasar a votação, parlamentares da base aliada se revezavam no microfone para defender o decreto da Dilma, entre eles o deputado Afonso Florence (PT-BA), que argumentou que a medida servia “para fiscalizar o Executivo”.

Sibá Machado (PT-AC), que foi um dos que pediram a palavra várias vezes, alegou que o decreto, “em nenhum momento, fere prerrogativas deste Congresso”.

A todo momento, o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), intervinha e tentava apressar os discursos. “Não vou permitir esse tipo de manobra”, disse.
Mais cedo, antes da sessão, ao comentar a inclusão na pauta de um tema incômodo ao Planalto, Alves negou se tratar de retaliação ao governo.

Nas eleições, Alves disputou o governo do Rio Grande do Norte, mas saiu derrotado. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva chegou a gravar propaganda eleitoral para o seu adversário.

“Tem três meses que está na pauta [esse projeto]”, justificou Alves em referência à aprovação, em julho, do pedido de urgência para votar o decreto.

Para o líder do DEM, Mendonça Filho (PE), o decreto presidencial seria uma “forma autoritária de passar por cima do Congresso”. “Ela [Dilma] propõe ampliar o diálogo com todos os setores, mas impõe, via decreto presidencial, uma consulta aos conselhos. São esses órgãos que vão dar a última palavra”, discursou.

O decreto sofreu críticas desde que foi editado por Dilma, em maio. A proposta, que instituía a Política Nacional de Participação Social (PNPS), não criava novos conselhos, mas determinava que os órgãos do governo levassem em conta mecanismos para a consolidação "da participação popular como método de governo".

Segundo o decreto, os conselhos deveriam ser ouvidos “na formulação, na execução, no monitoramento e na avaliação de programas e políticas públicas e no aprimoramento da gestão pública”.


G1
Compartilhe:

Mesmo depois das primeiras mudanças feitas pelo Bispo da Diocese de Caicó Dom Antônio Carlos, no mês de agosto, deste ano de 2014, outras foram realizadas, pelo mesmo e, anunciadas hoje, dia 28 de outubro. O Pároco da Paróquia de Nosso Senhora do Ó da cidade de Serra Negra do Norte, Everaldo Araújo de Lucena, será transferido para a Paróquia de Sant’Ana em Santana do Seridó. Quem iria para Santana do Seridó era o Pe. José Marcos, que ficará mesmo na Paróquia da Imaculada Conceição em Currais Novos, onde está atuando. Já o Pe. Givanildo, que está na Paróquia de São João Batista em Cerro Corá, irá para Serra Negra, de Nossa Senhora do Ó. 

Essas são situações que visam o bem da Igreja que está no Seridó, mesmo que muitas vezes causem tristeza por parte das pessoas que se apegaram aos padres, e até dos sacerdotes que se sentem seguros em uma determinada paróquia.

Padre João Junior

Compartilhe:
                 Motorista ficou irritado porque passageiro entrou pela porta de trás sem pagar em Natal (Foto: Reprodução/Vídeo)


Um motorista de ônibus agrediu um passageiro que subiu no veículo sem pagar a passagem na manhã desta segunda-feira (27) no bairro do Alecrim, na Zona Leste de Natal. Uma passageira que estava no ônibus filmou a confusão.

De acordo com a passageira Ingrid da Silva Lopes, de 21 anos, autora do vídeo, o homem subiu pela porta de trás sem comunicar o motorista. "Quando o motorista percebeu, pediu pra ele descer. O homem disse que ia só pegar as mercadorias dele para descer, mas antes que eles fizessem isso o motorista saiu do banco dele e veio para cima do passageiro", contou.

A passageira relata que o motorista enforcou e empurrou o passageiro. "Isso não está nas imagens porque eu ainda estava ligando meu celular para gravar", disse Ingrid.

No vídeo, é possível perceber o homem no chão e alguns passageiros tentando conter o motorista. O homem então junta alguns papéis e desce do veículo, sendo perseguido pelo motorista. "Lá fora outras pessoas seguraram o motorista para ele não ir para cima do homem".

Veja o vídeo aqui
G1RN
Compartilhe:
Cartão de confirmação do Enem 2014 (Foto: Reprodução/Inep)


O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) abriu, na tarde desta segunda-feira (27),  o acesso aos cartões de confirmação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Para acessá-lo, é preciso informar o CPF e a senha de login no site de inscrições do Enem. O acesso é individual.
O Enem 2014 acontece nos dias 8 e 9 de novembro. Segundo o MEC, o envio dos cartões pelos Correios também terá início nesta segunda-feira. A versão enviada pelo correio é a mesma que pode ser acessada pela internet.
O cartão confirma o endereço e o local de provas de cada candidato, mas não é obrigatório apresentá-lo no dia do exame para poder fazer as provas. Ele também informa se o candidato fará a prova de linguagens com questões em espanhol ou inglês (de acordo com a escolha no ato da inscrição), se ele se inscreveu para o Enem para conseguir o certificado de conclusão do ensino médio e/ou se terá acesso a atendimento especial (no caso de deficientes) ou específico, no caso de gestantes, lactantes, idosos e sabatistas, por exemplo.
Quem não receber o cartão, não conseguir imprimir pela internet ou constatar algum erro no documento deve entrar em contato com o Inep pelo telefone 0800-616161.
Neste ano, o Enem tem mais de 8,7 milhões de candidatos com a inscrição regularizada e que, segundo o Ministério da Educação, poderão participar das provas nos dias 8 e 9. O número é 21% mais alto do que na edição de 2013 do exame.
Realização das provas
Assim como nos anos anteriores, o Enem ocorrerá em dois dias seguidos. No sábado, dia 8 de novembro, os participantes farão as provas de ciências humanas e ciências da natureza, das 13h às 17h30 (horário de Brasília). No domingo, dia 9 de novembro, serão aplicadas as provas de linguagens e códigos, matemática e redação. Nessa data, o tempo do exame será mais longo, entre as 13h e as 18h30 (horário de Brasília).
Segundo o MEC, serão impressas 18,3 milhões de provas (incluindo normal, ampliada, ledor e braile – estas três últimas, para quem tem diferentes graus de deficiência visual) em 1.699 municípios do país. Este ano, 785 mil funcionários vão ajudar na realização do Enem, entre coordenadores de locais de aplicação, assistentes de coordenação, chefes de sala, fiscais e apoio. Em todo o Brasil, haverá 16,6 mil locais de exame.
G1

Compartilhe:
                 Suzane em entrevista ao “Fantástico”, em 2006

Condenada a 38 anos e seis meses pela morte dos pais, Suzane Von Richthofen, de 30, se casou com a sequestradora Sandra Regina Gomes na penitenciária de Tremembé, em São Paulo, em setembro deste ano. 
A informação é da “Folha de São Paulo”. Segundo o site do jornal, depois da união, Suzane deixou a ala da evangélicas e agora está na ala das presas casadas. Sandra é ex-companheira de Elize Matsunaga, de 32, presa acusada de matar e esquartejar o marido, o empresário Marcos Matsunaga. As duas haviam se casado no início do ano.

                Elize Matsunaga, logo após ser presa, 2012
                                         Elize Matsunaga

O casamento na penitenciária, na verdade, é a assinatura de um documento de reconhecimento afetivo. É ele que garante que as presa convivam como um casal. Ainda de acordo com a “Folha”, Suzane, Sandra e Elize trabalham juntas na fábrica de roupas da prisão. Lá teria começado o envolvimento entre Suzane e Sandra - na época, ainda casada com Elize.

Suzane já cumpriu 12 anos da pena e, nos últimos tempos, vem tentado mudar sua imagem. Tornou-se evangélica, diz querer se reaproximar do irmão, abriu mão de saídas da prisão, e, agora, está casada.


Extra Globo
Compartilhe:
Do G1

Um grave acidente entre um caminhão e um ônibus de estudantes deixou 11 mortos e 30 feridos por volta das 23h de segunda-feira (27), em Ibitinga, a aproximadamente de 360 quilômetros de São Paulo. O acidente foi na altura do quilômetro 370 da Rodovia Leônidas Pacheco Ferreira (SP-304). O impacto da batida foi tão forte que a lateral do ônibus foi arrancada e alguns dos passageiros – entre eles pelo menos seis adolescentes, de 15 a 17 anos – foram arremessados para fora do veículo. As vítimas morreram na hora. Vários passageiros ficaram presos nas ferragens.

Na manhã desta desta terça-feira (28) os bombeiros localizaram a 11ª vítima. O corpo – totalmente carbonizado – foi encontrado nos destroços da carreta, que transportava óleo vegetal e pegou fogo após a colisão. O motorista do caminhão sofreu ferimentos leves. Já o motorista do ônibus ficou gravemente ferido.

O incêndio no local da batida só foi contido duas horas depois, por equipes do Corpo de Bombeiros.
Os estudantes tinham saído de São Paulo, onde participaram de uma excursão, e seguiam para Borborema. A colisão foi a aproximadamente 30 quilômetros do destino final, em um trecho da rodovia que está em obras.

Por causa do acidente, a rodovia, que é de mão dupla, está operando com pista simples, no sistema Pare e Siga.

Vítimas
A Secretaria de Educação de Borborema confirmou a morte das professoras da escola Dom Gastão Liberal Pinto: Márcia Martins de Carvalho Biasotto, Roseneide Aparecida Caseta Montera, Margarete Aparecida Lucas dos Santos. Também morreu a diretora da Escola Municipal Ana Rosa: Marisa Aparecida Mansano dos Santos.

A secretária de Educação, Maria Ângela de Martins, contou que três ônibus participavam da excursão. Dois deles já tinham chegado ao destino final. “Essa empresa de ônibus sempre fazia as viagens [organizadas pelas escolas]”, observou a secretária.Os corpos foram levados para o IML de Araraquara e devem ser liberados até o fim da manhã, para serem velados em uma cerimônia coletiva em Borborema.

Em virtude da tragédia, a prefeitura de Borborema decretou luto oficial de três dias.Em nota, a Secretaria da Educação do Estado de São Paulo lamentou a tragédia

VEJA QUEM SÃO AS VÍTIMAS

Márcia Martins Carvalho Biasotto (Diretora Municipal de Cultura e Professora de Artes)
Roseneide Aparecida Casetta Montera (professora)
Margarete Aparecida Lucas dos Santos (professora)
Marisa Aparecida Mansano dos Santos (Diretora da EMEIF Profª Ana Rosa)
Angelo Mateus Geraldo (aluno)
Gabriela Cristina da Silva Rodrigues (aluno)
Nicanor de Freitas Junior (aluno)
Taina Brenda Ferreira (aluno)
Thayro Matheus da Silva Polimeno (aluno)
Felipe Gonçalves Rossi (aluno)
José Vinicius Francisco Anzolin (aluno)







Lateral do ônibus foi arrancada em colisão (Foto: Divulgção / Portal Ternura FM)Lateral do ônibus foi arrancada em colisão (Foto: Divulgação / Portal Ternura FM)
Caminhão pegou fogo (Foto: Divulgção / Portal Ternura FM)Caminhão pegou fogo (Foto: Divulgção / Portal Ternura FM)


Compartilhe:
                     Professora Eleika Bezerra, eleita vereadora em Natal (Foto: Divulgação)



A vereadora de Natal Eleika Bezerra disse que não teve intenção de ser separatista ao publicar em uma rede social uma mensagem que sugeria a divisão do Brasil. A imagem, postada na manhã desta segunda-feira (27) no Facebook, mostrava o mapa do país dividido entre os estados onde Dilma Rousseff teve maioria de votos e os que onde Aécio Neves saiu vencedor. A postagem mostra os estados das regiões Norte e Nordeste, além Rio de Janeiro e Espírito Santo compondo o que a vereadora denominou de “Nova Cuba”.

"Infelizmente nós saímos de um pleito em que muitos preconceitos foram abordados e disseminados. Há até um certo maniqueísmo entre etnias e condição social. Se você é de um, é bom. Se é de outro, é mal. Não tinha nenhuma intenção de ser separatista", afirmou a vereadora em entrevista à Inter TV Cabugi. A assessoria de imprensa da vereadora confirmou que a postagem foi publicada pela própria Eleika Bezerra. A mensagem foi apagada durante a tarde desta segunda.
Eleika Bezerra afirmou ainda que ficou surpresa com a repercussão da mensagem. "Jamais pensei que fosse tão polêmica. Achei uma coisa até de humor. Nunca pensei que as pessoas estivessem tão desocupadas. Devem estar muito entregues às suas redes sociais", disse. A vereadora acrescenta que não está satisfeita com o país e não tem vontade de morar em Cuba, país que já conheceu.

"Não desejo ir para Cuba, não desejo que tenhámos um governo de Cuba aqui. O lado da educação e da saúde bem apreciáveis, mas tem uma falta de liberdade que pude presenciar quando tive o privilégio de estar em Havana. Por isso quero ter o direito de me expressar. E quero deixar muito claro que eu não sou política profissional. Eu não me expresso nem me posiciono pensando na próxima eleição. Não estou aqui por profissão", explicou a vereadora.
Figura do mapa do Brasil 'subdividido' foi postado pela vereadora de Natal Eleika Bezerra na página que ela mantém no Facebook        (Foto: Reprodução/Facebook de Eleika Bezerra)Figura do mapa do Brasil 'subdividido' foi postado pela vereadora de Natal Eleika Bezerra na página que ela mantém no Facebook (Foto: Reprodução/Facebook de Eleika Bezerra)
A postagem causou indignação em internautas que não pouparam críticas à vereadora. "Professora, confesso que perdi toda a admiração que nutria pela sua figura. Confiava que você pudesse fazer a diferença na política potiguar, alçando inclusive voos mais altos do que o posto de vereadora de Natal. Acreditava na voz pela Educação. Agora eu vejo que a senhora é só mais uma igual a eles", comentou Heronildes Júnior. "Que absurdo, estou preocupado com esse povo que não respeita a democracia", disse Adilson Rodrigo.
G1RN
Compartilhe:
O roqueiro Lobão fez uma promessa durante a campanha que elegeu Dilma Rousseff: caso a petista fosse reeleita, ele deixaria o país. Com a vitória do PT nas urnas confirmada neste domingo (26/10), a hashtag #tchaulobao chegou ao posto de terceiro tópico mais comentado no Twitter. Apesar disso, ele voltou atrás e disse que vai ficar, para "desespero do PT".

 (Twitter/Reprodução)


Notório crítico do Partido dos Trabalhadores nos últimos tempos, o roqueiro nem sempre foi assim. O músico que hoje profere frases como "tiveram apenas umas unhas arrancadas" sobre torturados na ditadura militar já pediu votos para Lula em rede nacional. Isso aconteceu em 1989, quando o petista disputava a Presidência com Fernando Collor de Melo.

"Mentiroso" e "aparelho excretor" foram algumas das palavras direcionadas ao artista no post em questão. Xingamentos e críticas à parte, o fato é que Lobão fica.

Correio Brasiliense
Compartilhe:
Siga-nos

Publicidade